Custom Search

miércoles, 24 de septiembre de 2008

GALERIA 9












Beyoncé Giselle Knowles (Houston, 4 de setembro de 1981)[1] é uma cantora, compositora, arranjadora vocal, produtora e atriz norte-americana, vencedora de dez prêmios Grammy, sendo que sete deles são em carreira solo e os outros três na sua carreira com o grupo Destiny's Child.

Suas músicas combinam, desde o tempo do Destiny's Child, a essência do R&B contemporâneo com inclinações para o funky/soul, gerando um som com tendência substancialmente Pop. Além de trabalhar no mundo da música, Beyoncé também atua, tendo sido recentemente indicada ao prêmio Globo de Ouro de melhor atriz de musical ou comédia por seu trabalho no filme Dreamgirls. Foi, também, considerada a celebridade feminina mais bem vestida em Hollywood, em 2007. Beyoncé é casada com o rapper Jay-Z.

Índice [esconder]
1 Biografia
1.1 Destiny's Child
1.2 Carreira solo
2 Voz
3 Discografia
4 Singles
5 Participações
6 Compactos número #1 na Billboard Hot 100
7 DVDs (Shows)
8 Turnês
9 Filmografia
10 Referências
11 Ligações externas



[editar] Biografia
Beyoncé Knowles é a filha mais velha de Mathew Knowles, afro-americano, e Tina Beyoncé[2], mestiça (ascendência francesa, africana e indígena). Seus avós maternos, Lumis Albert Beyincé e Agnéz Deréon, eram da região francófona da Louisiana.[2] Seus pais decidiram que seu primeiro nome seria uma homenagem ao sobrenome de solteira de sua mãe. Sua irmã, Solange Knowles, é atriz e cantora.

Ela foi criada em uma pequena fazenda que se estende em torno de Houston (Texas), onde a cantora começou a carreira no coral da Igreja Metodista Unida de San Juan e foi batizada [3].

Aos sete anos ganhou um prêmio de mérito escolar pela versão da canção Imagine de John Lennon. Ao ver que a intenção de Beyoncé e de Kelly Rowland, de dedicar-se à música era séria, Mathew Knowles, o pai de Beyoncé, começou a buscar um selo musical [3]. Ele largou seu emprego muito bem pago para empresariar o grupo. Essa decisão afetou a família inteira. A renda deles foi reduzida à metade, e tiveram que mudar-se para dois diferentes apartamentos. Quando o grupo assinou com a Columbia em 1996, deu à família uma segunda chance de fazer as coisas se tornarem realidade.

Enquanto adolescente, Beyoncé estudava na "High School for the Performing and Visual Arts", em Houston, onde mostrou seus talentos musicais. Mais tarde, ela foi à Alief Elsik High Shool, também em Houston.


[editar] Destiny's Child
De 1990 a 2005, Beyoncé fez parte do grupo feminino Destiny's Child[4]. Como grupo, Beyoncé e suas companheiras LeToya Luckett e Latavia Roberson e posteriormente com Kelly Rowland e Michelle Williams venderam mais de 50 milhões de álbuns no mundo inteiro.


Beyocé durante apresentação do Destiny's Child, cantando Independent Women Part I.Matthew Knowles lançou a carreira do grupo que sua esposa – dona de um salão de beleza – batizou com o nome de Filho do Destino (Destiny's Child), em um dia que estava lendo a Bíblia. O significado de Child, no nome do grupo, ao contrário do que muitos pensam, não é Filhas, mas Filho: porque representa uma pessoa, que é Deus [3].

As Destiny's Child tinham, originalmente, um contrato com a gravadora Elektra, em 1995, mas foram demitidas antes que pudessem lançar seu primeiro albúm. O quarteto assinou com a Columbia Record no ano seguinte. Seu primeiro hit de sucesso foi lancado em 1998: "No, No, No Part 2". O álbum de estréia do grupo, que tinha o nome de "Destiny's Child" foi lançado em 1998. O segundo álbum, "The Writings On The Wall" (As Escrituras no Muro), lançado em 1999, teve dois hits qque foram escritos por Beyoncè: "Bills, Bills, Bills" e "Say My Name". Pouco depois começam as críticas das outras componentes do quarteto, que se vêem apagadas pelo favoritismo que o pai de Beyoncé conferia a sua filha e sua prima Kelly.[3].


Destiny's Child em 2000, cantando a música Say My Name, durante a turnê Destiny Fulfilled ... And Lovin' It.Após isso, duas integrantes saíram do grupo e o grupo entrou em uma pausa que duraria três anos, durante a qual as componentes se concentraram em suas carreiras solo. Em 2004, Knowles se uniu novamente à Williams e Rowland, para que pudessem gravar seu quarto álbum de estúdio, Destiny Fulfilled. O título do disco sugere que Destiny Fulfilled (algo como destino cumprido) seja o último álbum do grupo.

Em outubro de 2005, o grupo lançou seu último disco, chamado Baby, incluindo todos os seus sucessos. A coleção de melhores hits também inclui três novas faixas, como Stand Up For Love (Hino do Dia Mundial da Criança de 2005). O álbum estreou em primeiro lugar no Billboard 200 álbum chart, e em sexto no UK Top 75 chart.

Grupo feminino que mais vendeu em todos os tempos, com mais de 50 milhões de álbuns e 45 milhões de singles


[editar] Carreira solo
No outono de 2002, Knowles fez uma participação especial na música "'03 Bonnie & Clyde" do rapper Jay-Z (que era seu namorado à época). Em 2003, ela regravou um dueto com Luther Vandross, The Closer I Get To You. A música foi incluída no primeiro disco solo de Beyoncé, e no de Luther Vandross, Dance With My Father. Os dois ganharam, por essa música, o Grammy de Melhor Performance de R&B Por um Grupo ou Dupla em 2004.

Ainda em 2003, Knowles lançou seu primeiro álbum solo, Dangerously in Love. O primeiro single, Crazy In Love, rapidamente se tornou um dos maiores hits daquele verão, ficando em primeiro lugar no Hot 100 da Billboard durante 8 semanas consecutivas. Os outros singles do álbum, Baby Boy, Me Myself and I e Naughty Girl, repetiram o sucesso do primeiro.


Beyoncé em Barcelona, 2007.Em dezembro de 2005, Beyoncé lançou o single Check on It, com a participação de Slim Thug e Bun B. A música estava no álbum #1's das Destiny's Child e na trilha sonora do filme A Pantera Cor-De-Rosa.

Nos Grammy Awards de 2006, Beyoncé ganhou um Grammy na categoria Melhor Peformance R&B Por Dupla Ou Grupo pela música So Amazing, um dueto com Stevie Wonder para o álbum So Amazing: An All-Star Tribute to Luther Vandross.

Em 2006 Beyoncé lança seu segundo álbum intitulado B'Day no dia 4 de Setembro de 2006, dia em que completou 25 anos, mostrando um álbum totalmente diferente. Dele foram retirados os singles Déjà Vu novamente com a participação de Jay-Z, que se tornou um enorme sucesso, Ring the Alarm que não emplacou, e Irreplaceable seu maior sucesso até hoje.

Vendo que o CD não correspondia as expectativas de Beyoncé quanto as vendas, ela relançou o cd em 2007 intitulado B'Day Deluxe Edition na qual foram retirados três singles: Beautiful Liar (com Shakira), Get Me Bodied e Green Light (só para a Europa).

Infelizmente houve um problema com o relançamento do cd. Beyoncé foi acusada de plágio pela cantora Des'Ree pela música Still In Love (Kissing You). Ela entrou com um processo e o B'Day Deluxe Edition teve que ser retirado das lojas e remasterizado sem a canção, o que causou o maior prejuízo para Beyoncé e para a gravadora, mesmo assim o B'Day vendeu mais de 6 milhões de cópias no mundo inteiro e faturou um Grammy Award por Melhor álbum de R&B contemporâneo

Seu terceiro álbum solo, I Am ... Sasha Fierce, foi lançado no dia 18 de novembro de 2008.

Durante esse longo período, Beyoncé acumulou 184 capas de revistas, 154 prêmios ganhos em todo o mundo, mais de 160 certificações de ouro e platina, 23 singles em #1 no mundo, 9 #1's na parada mundial mais importante do mundo — Billboard HOT 100 (4 com DC e 5 solo), sendo a cantora com mais canções em #1 nos anos 2000. Já vendeu mais de 130 milhões de álbuns, dvd's e singles (35 milhões em carreira solo e 95 milhões com as Destiny's Child), é a cantora mais rica com menos de 30 anos: lançou sua própria grife e seu próprio perfume pela grife de Tommy Hilfiger, ganhou uma estrela na calçada da fama com seu antigo grupo, tem uma fortuna estimada em US$349 milhões. Foi a mulher que mais faturou em 2008; sua fortuna somada à de seu marido chega a quase US$1 bilhão.


[editar] Voz
Beyonce é considerada mezzo-soprano dramático[5] [6], com um registro vocal de 3,6 oitavas.

Nota mais longa: 18 s
Nota mais grave: si2 (Dangerously in Love)
Nota mais aguda: lá6 (Emotions)

[editar] Discografia
Ver página anexa: Discografia de Beyoncé
2003: Dangerously in Love
2005: Speak My Mind (Cd promocional, não divulgado)
2006: B'Day
2007: B'Day Deluxe Edition
2007: Irreemplazable
2008: I Am... Sasha Fierce
2009: I Am... Sasha Fierce Deluxe Edition

[editar] Singles
Retirados do Dangerously In Love de 2003.
Crazy in Love
Baby Boy
Work It Out
Me, Myself and I
Naughty Girl
Retirados do B'Day de 2006.
Check on It
Déjà Vu
Ring the Alarm
Irreplaceable
Beautiful Liar
Get Me Bodied
Upgrade U
Green Light
Retirados do I Am... Sasha Fierce de 2008.
If I Were A Boy
Single Ladies (Put A Ring On It)
Diva
Halo
Ego
Sweet Dreams
Broken-Hearted Girl

[editar] Participações
03 Bonnie & Clyde (Jay-Z feat. Beyoncé)
After All Is Said And Done (Beyoncé Ft. Marc Nelson)
American Prayer (Beyoncé Ft. Bono - U2)
Angel e Have Your Way (Beyoncé Ft. Kelly Rowland)
Baby Boy (Beyoncé feat. Sean Paul)
Beautiful Liar (Beyoncé feat. Shakira)
Bienvenue (I Am Ft. Beyoncé)
Crazy in love (Beyoncé feat. Jay-Z)
Crazy Fellings (Beyoncé feat. Missy Elliott)
Check On It (Beyoncé feat. Bun B and Slim Thug)
Déjá Vú (Beyoncé feat. Jay-Z)
Fly (Beyoncé Ft. Christina Milian and Amerie)
Get Me Bodied (Clipe) (Beyoncé Ft. Solange Knowles, Kelly Rowland & Michelle Williams)
Get Me Bodied (Remix) (Beyoncé Ft. Voltio)
Hip Hop Star (Beyoncé feat. Big Boi and Sleepy Brown)
Welcome / Welcome to Hollywood (Jay-Z feat. Beyoncé)
Just Stand Up! (Beyoncé, Rihanna, Mariah Carey, Milley Cyrus, Fergie, Carrie Underwood, Leona Lewis, Keyshia Cole)
Love in This Club Part II (Usher feat. Beyoncé)
Naive (Beyoncé Ft. Da Brat & Solange Knowles)
Nothing Out There For Me (Beyoncé Ft. Missy Elliott)
Proud Mary (Beyoncé Ft. Jewel)
Sings (Beyoncé feat. Missy Elliott)
So Amazing (Beyoncé Ft. Steve Wonder)
Summertime (Beyoncé feat. Diddy)
That's How You Like It (Beyoncé feat. Jay-Z
The Closer I Get To You (Beyoncé feat. Luther Vandross)
Upgrade U (Beyoncé Ft. Jay-Z)
Until the End of Time (Justin Timberlake feat. Beyoncé)

[editar] Compactos número #1 na Billboard Hot 100
Crazy in Love
Baby Boy
Check on It
Irreplaceable
Single Ladies

[editar] DVDs (Shows)
2004: Live At Wembley
2007: The Beyoncé Experience: Live

[editar] Turnês
2003: Dangerously in Love Tour
2004: Verizon Ladies First Tour
2007: The Beyoncé Experience: Live
2009: I Am... Tour

[editar] Filmografia
Em 2001, Knowles fez sua primeira atuação no cinema, estrelando, ao lado do ator Mekhi Phifer, o filme Carmen: A Hip Hopera, para a MTV. Knowles gravou várias canções para o filme com Mekhi Phifer incluindo Cards Never Lie com a participação do Rapper Wyclef Jean e Rah Digga.
No verão de 2002, Knowles co-estrelou o filme Austin Powers e o Membro de Ouro, fazendo o papel de Foxxy Cleópatra e contracenando com Mike Myers e Michael Caine. Knowles gravou Work It Out que lançou como single e Hey Goldmember com a participação de sua irmã Solange Knowles e de Devin.
Em 2003, Knowles estrelou ao lado de Cuba Gooding Jr. o filme Resistindo às Tentações e gravou várias músicas para a trilha sonora deste filme, como: Fighting Temptation, com a participação especial de Missy Elliot, MC Lyte e Free e Fever, uma regravação de Madonna.
Knowles também atuou no filme A Pantera Cor de Rosa (2006), fazendo o papel de Xânia, uma cantora pop internacional, ao lado de Steve Martin, que interpretou o atrapalhado Inspetor Clouseau. Knowles gravou a canção Check On It com a participação de Slim Thug e Bum B e o interessante é que ela interpreta a canção Woman Like Me em que não está na trilha sonora do filme.
Seu maior sucesso foi "DreamGirls" (2006) onde atuou como Deena Jones (cantora fictícia inspirada em Diana Ross) no qual contracenou ao lado de grandes astros, incluindo Eddie Murphy, Knowles gravou várias canções para o filme, incluindo Listen que lançou como single e uma regravação de When I First You, um dueto com Jamie Foxx.
Knowles também acabou de filmar os filmes Cadillac Records onde interpreta Etta James e Obsessed, onde interpreta uma mulher perseguida pelo marido. Nos Estados Unidos Cadillac Records tem estréia confirmada para o dia 5 de Dezembro de 2008 e Obsessed para o dia 27 de Fevereiro de 2009. Knowles gravou várias músicas para Cadillac Records incluindo At Last o maior sucesso de Etta James.
Ano Título Personagem Informações adicionais
2008 Cadillac Records Etta James Foi lançado em 5 de dezembro de 2008 nos Estados Unidos.
2006 Dreamgirls Deena Jones Foi lançado em 25 de dezembro de 2006 nos Estados Unidos e lucrou US$154,566,866 ganhando dois Oscars [2]
2006 A Pantera Cor-de-Rosa Xania O filme estreou em primeiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos; já lucrou US$158,399,967 no mundo todo
2004 Fade to Black Ela mesma Documentário musical sobre Jay-Z
2003 Resistindo às Tentações Lilly Estreou em terceiro lugar nos Estados Unidos; já lucrou US$32,445,215 no mundo todo [4]
2002 Austin Powers e o Membro de Ouro Foxxy Cleópatra Estreou em primeiro lugar nos Estados Unidos; já lucrou US$296,633,907 no mundo todo
2001 Carmen: A Hip Hopera Carmen Brown Filme feito para a televisão